Arquivos de Categorias: livros

Nintendo

top of the pile (2)

Top of the Pile. This is were you belong

Leituras 2013 (067/365) : O Crânio e o Corvo

corvo

Segundo Livro da Trilogia de Tormenta. Segundo livro que eu li do Leonel Caldela.

O enredo segue o mostrado no Inimigo do Mundo. E toda a historia mostrada nesse volume é amarrada com o terceiro volume. É meio que o Duas Torres e o Retorno do Rei: A historia acaba na metade, deixando você alucinado, animado, puto e curioso para ver onde vai dar.

Segundo a sinopse oficial:

Alguém precisava enfrentar a Tormenta. Alguém precisava fazer Crânio Negro pagar. E isso era suficiente.
— Sir, poderíamos ter saído daqui em paz!
— Não viemos para sair em paz. Viemos para entrar em guerra.

O Crânio e o Corvo acompanha uma guerra de aço e magia contra a Tormenta, a tempestade de sangue que enlouquece, corrompe e destrói. Para deter a invasão aberrante, será necessário unir todo o Reinado.

Mas intriga e traição infestam os reinos, enquanto muitos trocam sua própria humanidade pelo poder macabro oferecido pelos invasores.

Heróis em uma batalha desesperada contra um inimigo além da compreensão. Vida e morte. Dia e noite. Bem e mal. Ordem e caos.

Se a Tormenta vencer, nada disso restará.

Esse livro é na minha opinião o melhor dos três. Tenho um grande carinho pelo Inimigo do Mundo, mas esse livro ganha dele. Caldela conduz o enredo magistralmente, fazendo cada personagem agir de forma surpreendente.

É nesse livro que topamos com as personalidades fascinantes de Orion Drake (cavaleiro, sisudo, sério), Vanessa Drake (clériga, séria, violenta), Ingram Brassbones (anão pistoleiro, bonachão), Trebane (centauro, briguento, fanfarrão), Zebediah Nash (médico, metódico, tagarela), e muitos outros. Destaque também para o Paquiderme Galante, Alan Gleenfeld, o Cavaleiro Risonho, e os Deuses.

Eu diria que da mesma forma que é somente no Retorno do Rei que vemos a amizade entre os membros da comitiva do Anel e conhecemos mais da personalidade de cada um (no SdA ou é tudo muito parado ou é tudo muito corrido) é somente no Crânio e o Corvo é que vemos os melhores personagens, as melhores descrições e as melhores situações. Impossível esquecer a lista de personagens ali de cima.

Recomendo fortemente!

Resenha Completa
Preview disponível no site da editora

 

  • O Crânio e o Corvo
  • Livro 512 páginas
  • Editora: Jambô
  • Idioma: Português

Leituras 2013 (063/365) : O Inimigo do Mundo

Inimigo do Mundo

Levei um puxão de orelha esses tempos por não ter livros nessa lista. Então era hora.

Eu sabia que livros poderiam trazer um problema: Não é possível ler um livro em um dia. Mas resolvi tentar.

Na prática, eu consigo bater 35-50 páginas de leitura por dia. Em coisa de 1 hora e pouco. Mais que isso não dá. Nos finais de semana vai um pouco a mais (principalmente no domingo). Então um livro de 500 páginas é coisa para 10 dias (contando com o FDS no meio, para dar um boost).

Eu até poderia usar o lance de a cada 100 páginas contar um dia lido, então um livro de 500 pgs valeria por 5 dias (mas levaria 10), mas como eu não contei com isso no começo não vou mudar as regras agora. Um livro: um dia.

Então que para recomeçar as leituras, escolhi o meu estimado Inimigo do Mundo. Eu já vinha embalado em Tormenta e nunca tinha lido a Trilogia dos Romances em sequência. Então era hora de reviver (pela quarta vez) essa aventura.


Inimigo do Mundo foi um livro que eu comprei sem saber que era do cenário de Tormenta. Achei a capa fantástica (sim, tenho a primeira edição ali de cima 🙂 ) , abri na Itchiban, dei uma lida aqui e ali e resolvi trazer.

A historia retrata como a Tormenta foi trazida até Arton. Fala da origem da Tempestade Rubra e mostra alguns efeitos dela no mundo.

O livro é excelente. É um daqueles livros que te faz largar outras coisas para continuar lendo. As descrições de cenários, personagens e cenas são absurdas. Os cenários são bem descritos (mas sem ficar chato tolkeniano), os personagens são SUPER carismáticos (você se pega tendo trejeitos deles) e as cenas de batalha são muito bem boladas.

Única coisa que me deixa de cara é que o livro é muito trágico. É um livro de ação, com muita luta, muito sangue. Mas é triste.

Quer você conheça sobre Tormenta, quer não, se estiver a fim de ler uma obra de Fantasia muito bem escrita, fica a dica. Inimigo do Mundo vale muito à pena ser lido.

Aqui tem uma resenha mais profissional: http://www.areadetormenta.com.br/2011/09/18/resenha-o-inimigo-do-mundo/

 

  • Inimigo do Mundo
  • Livro 465 páginas
  • Editora: Jambô
  • Idioma: Português

Leituras 2013 (060/365) : Contra Arsenal

contra_arsenal_01

Ainda empolgado com o cenário de Tormenta, resolvi pegar esse volume.

Nas 110 páginas desse suplemento para o Tormenta RPG, os personagens devem enfrentar a mais nova (ou velha) ameaça: Mestre Arsenal terminou a coleta de itens mágicos e conseguiu finalmente animar o seu Kishin, um robô gigante.

A ideia é que o Kishin ande por Arton destruindo tudo e todos. Bem no estilo Sentai.

O Reinado então resolve criar um oponente: Um Golem.

Os personagens jogadores atuam ajudando na criação do Golem e na batalha com Arsenal.

contra_arsenal_02contra_arsenal_03

É um livro bem divertido, de leitura rápida. A campanha é bacana e pode ser levada na brincadeira (no estilo sentai) ou mais a sério.

Gostei, recomendo 😉

 

  • Contra Arsenal

  • Livro 110 páginas

  • Editora: Trama

  • Idioma: Português

Leituras 2013 (059/365) : Holy Avenger D20

HolyAvengerD20_01

Quando terminei o mangá de Holy Avenger, foi hora de tirar a poeira do meu Holy Avenger D20.

Esse é um livro de RPG baseado no mangá de mesmo nome e feito pelos mesmos autores. Ele saiu meses depois do final da saga e traz toda a saga mostrada no mangá.

O livro explica todos os pontos, todas as subtramas, traz fichas de todos os personagens principais e MUITAS, MUITAS informações interessantes para os fãs da saga.

Se você leu Holy Avenger, ou Tormenta, recomendo fortemente. O livro é excelente!

HolyAvengerD20_02HolyAvengerD20_03HolyAvengerD20_04HolyAvengerD20_05HolyAvengerD20_06

  • Holy Avenger D20
  • Livro 150 páginas
  • Editora: Trama
  • Idioma: Português

Coleções e o Casamento (2)

 

Leia o primeiro post aqui

 

Continuando nossa odisseia sobre o empacotamento dos colecionáveis antes de meu casamento…

DSC00437DSC00438

Então que topei com os livros do Dilbert. Os primeiros foram presente do Álvaro e os últimos eu acabei comprando. Dilbert é uma série satírica de quadrinhos sobre a vida de Dilbert no mundo corporativo.

Ali, vê-se tudo o que eu vejo no meu mundo corporativo: tarefas sem sentido, chefes malucos, colegas de trabalho reclamões, agressivos e enrolões. A mais pura comédia e a mais pura realidade.

DSC00439

Depois cheguei nos livros de RPG, e topei com a excelente linha de Trevas.

Ainda no ramo de RPG e já entrando no ramo de Games, temos algumas edições que me são muito estimadas.

DSC00443DSC00444DSC00445

Poucas sessões de RPG foram mais divertidas para mim que as primeiras sessões de Street Fighter que jogamos. Pena que resolvemos parar para trocarmos por GURPS.

Gostei tanto desse jogo como leitura, que tive as 3 edições originais e depois comprei o encadernado (ultima foto).

E já que estamos tratando de Street Fighter, cavando eu achei outras preciosidades.

DSC00447DSC00446

Edições de um Mangá do Street Fighter Zero 3, lançadas pela editora Trama e licenciadas pela Capcom.

DSC00448DSC00449

Os desenhos são bem feitos e o enredo segue mais ou menos o enredo do game. E ainda tem claro, uma tiradas tipicamente nacionais.

DSC00450DSC00452DSC00453

(clique para ampliar)

Ainda nessas edições, temos a luta entre Sagat e o Ryu, dominado pelo Ansatsuken e transformado em Evil Ryu.

DSC00455DSC00461

E junto com essas edições, um grande presente. Meu amigo Siroma e uma de suas obras de arte. Durante quase 10 anos decorou a parede de meu quarto. E está guardado esperando eu morar em uma casa maior até que possa voltar para a parede.

DSC00457

DSC00459

(continua)

Coleções e o Casamento (1)

Eu sei, esse post era para sair 6 meses atrás, mas eu fiquei me enrolando e enrolando, então pare de reclamar senão eu já desisto.

 

Então que eu ia casar.

Eu ia casar dali 10 dias e precisava dar um jeito nas minhas coleções. Não dava para levar tudo: Peças de Computadores, Revistas, Livros, e bugigangas.

 

Dar fim no depto de Informática foi fácil: Boa parte do que eu tinha era lixo tecnológico: Pcs velhos demais (um 486 DX2 funcionando!), peças e mais peças de PCs – algumas boas, outras estragadas – CDs, caixas de placas mãe, placas de expansão bizarras – placas de som, placas de TV, etc – e mais um monte de porcarias.

Todo o dpto de informática que era aproveitável foi doado para a prefeitura via 156. Só ligar, marcar a hora que eles vem buscar. O que era lixo, infelizmente foi para o lixo.

 

Depois da missão TI, eu tinha a missão armário.

Ali, estavam guardados: Os meus livros, revistas, gibis, CDs, DVDs e outros.

Eu precisava dar um jeito, dar uma limada nas coisas e reduzir um pouco a quantidade.

Conforme fui tirando as coisas, fui empacotando e tirando fotos.

 

Na primeira porta do armário eu tinha os livros.

Mudanças  (1)Mudanças  (2)Mudanças  (3)Mudanças  (4)Mudanças  (5)

Esses foram os que valeram a pena guardar. Dessa galera toda depois fiz uma outra limpa e os livros descartados foram doados para o Farol do Saber, um tipo de biblioteca municipal.

Para o transporte para a casa nova, os volumes foram empacotados em pacotes zip e guardados a (meio)vácuo

Mudanças  (6)Mudanças  (7)

(senhor dos anéis, edição de 98 – um orgulho)

O legal dessas limpas, é que sempre revemos um ou outro título que nos impressiona no estilo “como isso veio parar aí?”

Os livros sobre Cuba, por exemplo: Nos dois paguei menos de 10 reais. Um comprado numa livraria (o mais feio) e o outro em um sebo.

Mudanças  (8)Mudanças  (9)

Eu também já tive minha fase de jovem comunista :P.  (sim, continuo achando que o comunismo/socialismo funciona – as pessoas é que não). E os dois livros, mais do que outros, mostram a personalidade fantástica que foi o Fidel.

Seguindo nas arrumações, topei com outro livro de capa terrível, que até hoje me faz ser motivo de chacota entre amigos: Tai Pan.

Tai Pan é um livro de James Clavell (autor que eu já conhecia por Shogum – excelente livro sobre o Japão feudal) que trata sobre o comércio entre a Inglaterra imperial e a China. O livro trata também sobre a criação de Hong Kong, e faz um papel muito maneiro de romance histórico. Os personagens são fantásticos e ninguém me tira da cabeça a imagem que o Tai Pan é igualzinho o Rugal.

Mas como eu dizia: Grandes livros com capas terríveis. Saca isso:

Mudanças  (10)

Eu sei. Parece Sabrina.

 

De livros que valem a pena a menção, ainda topei com um clássico, devidamente furtado (há anos) da biblioteca de meu pai:

Mudanças  (102)

 

Outra do Analista de Bagé

Existem muitas histórias sobre o analista de Bagé mas não sei se todas são verdadeiras. Seus métodos são certamente pouco ortodoxos, embora ele mesmo se descreva como “freudiano barbaridade”. E parece que dão certo, pois sua clientela aumenta. Foi ele que desenvolveu a terapia do joelhaço.

Diz que quando recebe um paciente novo no seu consultório a primeira coisa que o analista de Bagé faz é lhe dar um joelhaço. Em paciente homem, claro, pois em mulher, segundo ele, “só se bate pra descarregá energia”. Depois do joelhaço o paciente é levado, dobrado ao meio, para o divã coberto com um pelego.

– Te abanca, índio velho, que tá incluído no preço.

– Ai – diz o paciente.

– Toma um mate?

– Na-não… – geme o paciente.

– Respira fundo, tchê. Enche o bucho que passa.

O paciente respira fundo. O analista de Bagé pergunta:

– Agora, qual é o causo?

– É depressão, doutor.

O analista de Bagé tira uma palha de trás da orelha e começa a enrolar um cigarro.

– Tô te ouvindo – diz.

– É uma coisa existencial, entende?

– Continua, no más.

– Começo a pensar, assim, na finitude humana em contraste com o infinito cósmico…

– Mas tu é mais complicado que receita de creme Assis Brasil.

– E então tenho consciência do vazio da existência, da desesperança inerente à condição humana. E isso me angustia.

– Pois vamos dar um jeito nisso agorita – diz o analista de Bagé, com uma baforada.

– O senhor vai curar a minha angústia?

– Não, vou mudar o mundo. Cortar o mal pela mandioca.

– Mudar o mundo?

– Dou uns telefonemas aí e mudo a condição humana.

– Mas… Isso é impossível!

– Ainda bem que tu reconhece, animal!

– Entendi. O senhor quer dizer que é bobagem se angustiar com o inevitável.

– Bobagem é espirrá na farofa. Isso é burrice e da gorda.

– Mas acontece que eu me angustio. Me dá um aperto na garganta…

– Escuta aqui, tchê. Tu te alimenta bem?

– Me alimento.

– Tem casa com galpão?

– Bem… Apartamento.

– Não é veado?

– Não.

– Tá com os carnê em dia?

– Estou.

– Então, ó bagual. Te preocupa com a defesa do Guarani e larga o infinito.

– O Freud não me diria isso.

– O que o Freud diria tu não ia entender mesmo. Ou tu sabe alemão?

– Não.

– Então te fecha. E olha os pés no meu pelego.

– Só sei que estou deprimido e isso é terrível. É pior do
que tudo.

Aí o analista de Bagé chega a sua cadeira para perto do divã e pergunta:

– É pior que joelhaço?

 

(continua)

Leituras 2013 (022/365) : The art of the Matrix

000cara

A maior surpresa até o momento. Peguei o livro sem a menor expectativa e adorei. É demais!

Ele é um livro que conta sobre o desenvolvimento do primeiro Matrix. Ele mostra como os wachowsky (deve estar escrito errado 😛 ) brothers resolveram aplicar a experiência deles em quadrinhos e produzirem um story board do filme em uma HQ.

O livro mostra centenas de imagens da concepção do storyboard, com comentários dos próprios artistas. E eles coisas legais, como foi o trabalho, o que eles esperavam, como esse filme era diferente desde a venda da ideia pros executivos da Warner.

E o livro segue mostrando imagens de você babar só por saber que foram feitas muito antes do filme ser rodado e por você ver que certas cenas ficaram iguaizinhas. Vai clicando nas imagens aí:

035063

062071

168463

E, como se não pudesse ficar melhor, o livro ainda traz uma copia completa de uma versão do roteiro inicial do filme.

279

E várias artes conceituais, que foram feitas quando as ideias ainda estavam nascendo.

259

251a

Levei alguns dias para conseguir termina-lo, mas valeu muito a pena. O livro é altamente recomendado!

 

The Art of The Matrix

  • 468 páginas
  • Editora: NewMarket Press
  • Idioma: Inglês

Leituras 2013 (021/365) : Goosebumps – O Parque do Terror

goosebumps

Goosebumps é uma série de livros de terror, feita para adolescentes. Tive esse livro quando era um e topei com o ebook. Aproveitei para reler.

É uma leitura pipoca. Tem alguns trechos muito legais, mas na sua maioria é para adolescentes mesmo. O enredo é de uma família que cai em um parque de diversões estranhão e eles se aventuram ali. O tchans da historia é ser tipo aqueles episódios do contos da cripta: vc não sabe aonde acaba a brincadeira e aonde é real.

Goosebumps – O Parque do Terror – R. L. Stine

  • 150 páginas
  • Editora: Fundamento
  • Idioma: Português

Leituras 2013 (001/365) : Masters of Doom

masters-of-doom-video-game-history-300x300

Um livro sobre os criadores da id software, a empresa que lançou  Wolfenstein 3D, Doom e Quake. Sim, um livro-biografia sobre games.

Simplesmente adorei. Devorei o livro em 2 dias. Não dá para largar.

O livro foca em dois personagens superfamosos do mundo gamer: John Romero e John Carmack. O livro trata deles como Spock e Kirk: Um é totalmente focado e frio e o outro é um rockstar maluco. Duas personalidades fascinantes que conviveram e fizeram historia na indústria dos Gamer.

Se você gosta de games FPS, gosta de DOOM e quer saber como tudo isso começou e virou essa febre que é hoje, o livro é para você.

Leia uma resenha completa (Cuidado, Spoilers) aqui: http://tavernafimdomundo.com/2012/12/10/masters-of-doom-por-david-kushner/

 

Masters of Doom: How Two Guys Created an Empire and Transformed Pop Culture

  • 368 paginas
  • Editora: Random House Trade Paperbacks; Reprint edition (May 11, 2004)
  • Idioma: Inglês
  • ISBN-10: 0812972155
  • ISBN-13: 978-0812972153
  • Link Amazon