Arquivos Mensais: janeiro 2007

Jogatina On Line

(Trasgo)

O nome do brinquedo é Risk Your Life. Um daqueles games RPG on line, cheio de doido do mundo todo. Eu diria que é mais um adventure do que um RPG propriamente dito, porque o game vira só em esmagar cabeças e ganhar XPs.

Eu acho esse um dos MMORPGs mais legais. Interface intuitiva, desafio na medida certa (a menos que vc vá se meter nas áreas de monstros nivel 50, estando no nivel 20), e cenário show de bola. O mundo dele (o primeiro e o segundo) são muito belos de se ver.

O enredo se distribui entre 2 raças, humanos e “demonios” que lutam entre si. Há 3 planetas: Um humano, um demônio e um que é o local de conflito. Basicamente.

Esse é um game antigo, de 2004, que eu joguei quando era Open Beta e era de graça. Depois virou pago e eu larguei. Agora, voltou a ser Free.

Alguém encara uma diversão conjunta? Os requisitos mínimos são pequenos (eu rodava no Daileon) e a conexão sendo 128kb tá valendo. Eu estou lá como humano/fighter/warrior.

Página oficial: http://www.ryl.com.my – o Cliente tem +/- 600MB. Depois de baixar, ele vai atualizar. Isso DEMORA um bom tempo. Eu deixe de um dia para o outro.

Atendendo a pedidos, aqui está o Guia do RYL para Iniciantes (Inglês) que estava no forum oficial, mas que pereceu na “Operação Limpeza” que foi feita lá.

Trigun: Deep Space Planet Future Gun Action

(Trasgo)

…então eu acabei indo na Itchiban ontem, para comprar o 300 de Esparta HQ Widescreen Fullversion DVDRip XTreme! Plus Alpha Champion Edition para o pretinho. Bela obra, grandona, e cara (58 pratas). Muito bonita mesmo, mas o seu formato estrombólico me desagradou. Imagine um A3 em Paisagem. É maior.

Aí, eu estava lá conversando com a Miti e eu vi. Lá estava o Vaaaaaash… num mangá!!! Na hora agarrei (eu já havia perdido uma vez)… mas imaginem a minha surpresa quando vi que era lançamento nacional!!!!!

Isso mesmo.

Já está nas bancas brasileiras o primeiro volume do mangá Trigun, lançado pela Panini Comics.

Iniciada há mais de 10 anos no Japão, a história de Yasuhiro Nightow se passa num planeta desértico habitado por sobreviventes de um naufrágio espacial. Estes humanos montaram algumas poucas cidades, e nelas convivem simultaneamente com restos de alta tecnologia e um ambiente de faroeste.

É neste mundo que se encontra Vash, The Stampede, a calamidade em pessoa. O pistoleiro está sendo perseguido por ser considerado o responsável pela destruição da cidade de Julho, e a recompensa chega a 60 bilhões de dólares. O problema é que Vash é um pacifista convicto, que se recusa a matar alguém.

A primeira fase de Trigun será lançada em 4 volumes, com continuação na série Trigun Maximum. A versão em anime foi exibida no Brasil pelo Cartoon Network.”

Formato 13 x 18 cm, entre 176 e 192 páginas – R$ 9,50 (distribuição setorizada)

Dispensa dizer que é Altamente Recomendável.

Eu já garanti o meu 😀

Saiu tbem o Record of Lodoss War, que eu tbem vou comprar.

Estilo

(Trasgo)

É meu amigo… Ou tem, ou não tem. E o cantor aí de cima, tem viu? E de sobra.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=LydQM9-BoMY]

Dance, Dance, Dance!!!

(Trasgo)

Houve um tempo, antes da Máfia, que eu era o Music Boy da Turma. Um dos poucos com radios portáteis e o Mestre nas Gravações das Fitas K7. Eram horas plugado nas radios, anotando nome de músicas, fazendo relações de tempo de faixas em K7, e filtrando as infinitas fitas que eu emprestava, que me emprestavam ou que eu comprava.

Foi uma época legal… estourar os canais do seu som, estourar o canais do som do seu pai, aprender a consertá-los com o cara da eletrônica, estourá-los de volta… um diversão regada a som alto, reclamações de – Abaixa esse som, menino!, e muitas voltas nas chaves de fenda. A turma ia fazer festa? Lá estava eu, convocado, a organizar a parte sonora… não só o Hardware da coisa, mas as músicas que iriam tocar.

Naquela época, eu era um garoto anos80 reprimido, entao não tocava essas coisas em público. Não tinha internet e por isso o meu acervo de músicas de animes era pequeno e as fitas de músicas de videogames ficavam bem escondidas… Eu gostava de rock, mas ainda estava em aprendizado… faltava muita coisa para conhecer antes de tocar rock em público…

Naquele tempo eu conhecia bem, só um tipo de música. Dance.

Do bom, viu? Algumas vezes eu neguei a fazer o som das festinhas e elas cancelaram pq eu não ia. Era legal 😛

O tempo passou, a turma meio que se desfez, cada um indo estudar em um lugar e o Music Boy se tornou o Trasgo.

Mas enfim, tirando a melancolia do passado, eu recomendo este CD duplo aqui… Estou com um sorriso de orelha a orelha só de ouví-lo. Só Cláááááássico!!!!

Mais infos e Links: http://z3.invisionfree.com/Forum_AWP/index.php?showtopic=8313

Acesse o YouTube

(mesmo ele bloqueado!)
(Trasgo)

Por decisão da Justiça, a Brasil Telecom bloqueou, desde a noite da última sexta-feira (5), o acesso ao site YouTube para os usuários que entram na internet utilizando como provedores o IG, IBest e ou BrTurbo, o que representa um universo de aproximadamente 5,5 milhões de internautas.

Os usuários de outros provedores que eventualmente utilizem o backbone (infra-estrutura de rede) da BrT de saída para os Estados Unidos também poderão não conseguir acessar o site.

A empresa cumpre determinação do juiz Lincon Antônio Andrade de Moura, da 23ª Vara Cível de São Paulo, com base em decisão da 4ª Câmara do Tribunal de Justiça do Estado.

O bloqueio do acesso ao site foi o meio encontrado pela Justiça para impedir que o vídeo com cenas íntimas de Daniella Cicarelli e seu namorado Renato Malzoni em uma praia na Espanha, continuasse a ser veiculado na internet brasileira.

No ofício encaminhado à Brasil Telecom, o juiz determina o bloqueio “por tempo indeterminado”, e sugere a utilização de “filtros” na rede da empresa de forma que a solicitação de acesso ao site por um usuário brasileiro sequer chegue ao computador americano que hospeda o site.

De acordo com a assessoria de imprensa da BrT, o bloqueio do site foi feito no backbone de saída para os Estados Unidos.

Fonte

Censura é uma droga. A Web não é lugar de censura. O que a maioria do povo costuma não se lembrar, é que a Web foi feita e é mantida por Hackers e eles se opõe a Censura.

Masssssss

Vc pode tentar com o Your Freedom que rola, mas é meio devagar -> http://z3.invisionfree.com/Forum_AWP/index.php?showtopic=7702

Vc pode tentar usar um WebProxy, como o http://www.anonymouser.org

Vc pode tentar usar um Proxy para Navegar. Demora um pouco para vc achar um bom, mas depois que acha, fica igual estar sem o proxy ->http://www.samair.ru/proxy/

Ou ainda, vc pode tentar usar o Torpak, um navegador web totalmente anônimo baseado no Firefox (esse método que eu estou usando) -> http://www.torrify.com/download.php

Censura é uma droga…

Lançamentos da semana

(Trasgo)


Super Disco Hits Vol.1 & 2

Tracklist Vol. 1
01. Bad Boys Blue – Come Back And Stay (4:09)
2. Sabrina – Boys (3:58)
3. Joy – Valerie (4:11)
4. F. R. David – Words (3:29)
5. Gina T. – Tokyo By Night (3:45)
6. Silicon Dream – Andromeda (4:53)
7. Roger Meno – What My Heart Wanna Say (3:50)
8. Radiorama – Aliens (4:14)
9. Arabesque – Stop Crying For The Moon (3:22)
10. Fancy – Fools Cry (3:57)
11. Flirts – Danger (4:39)
12. Scotch – Delirio Mind (4:37)
13. Sandra – Crazy Juliet (4:11)
14. Mr. Zivago – Little Russian (4:43)
15. Monte Kristo – Girl Of Lucifer (5:25)
16. Mauro – Buona Sera Ciao (3:53)
17. Savage – Goodbye (4:40)

Tracklist Vol. 2
01 – Mike Mareen – Agent Of Libert (8:54)
02 – Digital Emotion – Go Go Yello (8:12)
03 – Sandra – Stop For A Minute (4:05)
04 – New Baccara – Fantasy Boy (5:40)
05 – K.B.Caps – Do You Really Need (3:14)
06 – Fancy – C`est La Vie (3:49)
07 – Mozzart – Money (3:39)
08 – Savage – I`m Loosing You (3:26)
09 – Itallian Boys – Forever Lover (3:53)
10 – T. Ark – Count On Me (3:43)
11 – Joy – Gimme, Gimme All Of You (3:51)
12 – Moon Ray – Comanchero (3:01)
13 – Scotch – Plus Plus (5:02)
14 – Bad Boys Blue – Hungry For Lo (4:15)
15 – Silicon Dream – Marcello The (6:15)

http://d.turboupload.com/d/1403150/Super_Disco_Hits_Vol.1.part1.rar.html
http://d.turboupload.com/d/1403223/Super_Disco_Hits_Vol.1.part2.rar.html
http://d.turboupload.com/d/1403326/Super_Disco_Hits_Vol.1.part3.rar.html
http://d.turboupload.com/d/1403354/Super_Disco_Hits_Vol.1.part4.rar.html

http://d.turboupload.com/d/1403452/Super_Disco_Hits_Vol.2.part1.rar.html
http://d.turboupload.com/d/1404782/Super_Disco_Hits_Vol.2.part2.rar.html
http://d.turboupload.com/d/1403897/Super_Disco_Hits_Vol.2.part3.rar.html
http://d.turboupload.com/d/1404642/Super_Disco_Hits_Vol.2.part4.rar.html

Só músicão maneiro. A maioria desconhecida, mas nem por isso ruim. Album nota 8,5 biggrin.gif


The IT Crowd

O IT Crowd se passa nos escritórios das Indústrias Reynholm , uma fictícia companhia britânica, no centro de Londres. Ele é focado nas trapalhadas do time de super time do depto de TI da empresa, que se localiza em um sujo, feio e desleixado porão – um grande contraste com o resto da bela e moderna arquitetura do prédio.

Moss e Roy, os dois técnicos, são mostrados como Geeks. Apesar da dependência da companhia dos seus serviços, eles são “excluídos” do resto do time.

A raiva do Roy fica clara nas suas técnicas de suporte como ignorar o telefone, na esperança que ele pare de tocar ou ainda usar gravadores com grandes técnicas de TI para atender as chamadas (“Você já tentou desligar e ligar de volta?” , “Você tem certeza de que está ligado?”).

Os conhecimentos intricados de todas as coisas técnicas, demonstrados por Moss, se refletem em péssimas sugestões sobre assuntos práticos e também completa inabillidade em lidar com problemas comuns, como aranhas ou incêncios.

Jen é a membra mais nova do grupo, e não possui nenhuma qualidade técnica, apesar de o Curriculo dela informar que ela possui “uma grande experiência com computadores”. Enquanto Denholm, o chefão da empresa, é igualmente técnico-liberal, ele convence Jen a se tornar a chefe do depto de TI. Ela se torna então “Gerente de Relacionamento”, o que a coloca nas situações mais inusitadas impossíveis.

O IT Crowd é um seriado muito divertido. A primeira temporada (a única que saiu até agora) é composta de 6 episódios de aproximadamente 25 minutos cada. É um seriado cheio de clichês do mundo da informática e de situações hilárias, recheadas com o bom humor inglês.

Mais infos e Links:
http://z3.invisionfree.com/Forum_AWP/index.php?showtopic=8316