Arquivos Mensais: maio 2007

Phil Collins – Serious Hits… Live!

(Trasgo)


Phil Collins é um cara que dispensa apresentações. Junto de músicos talentosos, um grande compositor pode fazer uma das melhores performances ao vivo do Rock. E é isso que é esse Show: O melhor do Phil ao vivo, com muita animação. Esse é um daqueles downloads que vc vai ouvir durante muito tempo…

1. Something Happened on the Way to Heaven
2. Against All Odds (Take a Look at Me Now)
3. Who Said I Would
4. One More Night
5. Don’t Lose My Number
6. Do You Remember?
7. Another Day in Paradise
8. Separate Lives
9. In the Air Tonight
10. You Can’t Hurry Love
11. Two Hearts
12. Sussudio
13. Groovy Kind of Love
14. Easy Lover
15. Take Me Home

Donwload

Ps. Caso vc esteja na dúvida, ouça trechos da músicas aqui.

Technorati Tags: , , ,

Podcasts – Semana Web 2.0

(Trasgo)

Continuando o especial:

1 – Feeds
2 – Podcasts
3 – AJAX
4 – Videos
5 – Social Bookmarks

Podcasting é uma forma de publicação de programas de áudio, vídeo e/ou fotos pela Internet que permite aos utilizadores acompanhar a sua atualização. A palavra “podcasting” é uma junção de iPod – um aparelho que toca arquivos digitais em MP3 – e broadcasting (transmissão de rádio ou tevê).

Estes áudios podem ser atualizados automaticamente mediante uma espécie de assinatura. Os arquivos podem ser ouvidos diretamente no navegador ou baixados no computador.

Pensem em Podcasts como uma versão em audio do seu programa de radio/tv favoritos. Em audio, para vc ouvir no seu mp3player enquanto vai para o trabalho, para casa, para aula ou para a academia. Podcastings também podem ser ouvidos no computador (lógico :P)

Funcionamento
Os programas ou arquivos, gravados em qualquer formato digital (MP3, AAC e OGG são os mais utilizados nos podcasts de áudio), ficam armazenados num servidor na internet. Por meio do feed RSS, que funciona como um índice atualizável dos arquivos disponíveis, novos programas de áudio, vídeo ou fotos são automaticamente puxados para o leitor através de um agregador, um programa ou página da internet que verifica os diversos feeds adicionados, reconhece os novos arquivos e os puxa de maneira automática para a máquina. Os arquivos podem ainda ser transferidos para dispositivos portáteis.

História
O termo podcast é creditado a um artigo do jornal britânico The Guardian em 12 de fevereiro de 2004, mas nesse primeiro momento o termo não se referia ao formato de transmissão com RSS, o que só aconteceu em Setembro daquele ano, quando Dannie Gregoire usou o termo para descrever o processo utilizado por Adam Curry.

O conceito do Podcast é creditado ao ex-VJ da MTV Adam Curry, que criou o primeiro agregador de podcasts usando applescript e disponibilizou o código na internet, para que outros programadores pudessem ajudar. Dave Winer incluiu o enclosure, um elemento na especificação RSS 2.0, o que possibilitou o conceito do podcast ser realmente utilizado. A utilização de feeds RSS para distribuir o conteúdo é a grande diferença do Podcasting em relação aos audioblogs, vlogs e flogs.

Um marco na massificação do conceito foi o lançamento da versão 4.9 do leitor de música digital iTunes, da Apple, que ampliou o suporte aos podcasts, incluindo uma secção na sua loja de música dedicada ao serviço e também uma actualização para o iPod que adiciona a categoria “Podcasts” ao menu “Music”.

O formato de transmissão é hoje utilizado por diversas empresas no mundo para divulgar notícias e programação, assim como algumas universidades que começam a disponibilizar aulas neste formato.

Mecanismos
Podcasting é um mecanismo automático onde ficheiros multimedia são transferidos de um servidor para um cliente, que puxa a informação através de um arquivo XML que contém endereços de ficheiros. Genericamente, esses ficheiros contêm vídeo e áudio, mas também podem conter imagens, textos, PDF, ou outros tipos de ficheiros.

Um podcast é genericamente anólogo de uma série de TV ou de um programa de rádio, só que não é ao vivo, como nos programas de TV e Rádio gravados.

O fornecedor de conteúdos começa por produzir um arquivo (por exemplo, um áudio em MP3) e disponibiliza-o na Internet. Isto ocorre através da disponibilização do arquivo num servidor de acesso público; no entanto, trackers BitTorrent também são usados, embora não seja tecnicamente necessário que o arquivo seja público. O único requerimento é que o arqvuivo seja acessível através de uma URL que seja conhecida. Este arquivo é normalmente referenciado como um episódio de um podcast.

O fornecedor de conteúdo passa a referenciar esse arquivo em um feed RSS. O feed é uma lista de URLs onde os episódios do podcast.Essa lista é normalmente publicada no formato RSS (embora também possa ser usado o formato Atom), que contém informação adicional como datas de publicação, títulos e textos explicativos sobre a série e cada um dos episódios. O Feed pode conter entradas para todos os episódios da série, mas normalmente está limitado a uma breve lista dos episódios mais recentes, por exemplo, em feed de notícias. O Standard de um podcast consiste num feed de um autor. Mais recentemente vários autores passaram a contribuir com episódios para um único feed podcast usando os conceitos de podcast público e podcast social.

Um consumidor utiliza um software conhecido por agregador, por vezes chamado de podcatcher ou podcast receiver, para subscrever e gerir os feeds.

Resumindo
Podcasts são quase como programas de rádio feitos por (na grande maioria) amadores, falando sobre os mais variados assuntos e possuindo as mais (duvidosas) qualidades. É uma tecnologia não tão nova, mas é relativamente pouco conhecida pela falta de programas profissionais.

De qualquer forma, há alguns Podcasts legais que eu irei recomendar:

Nerdcast: O nerdcast é o exemplo padrão de podcast. Um grupo de amigos do site Jovem Nerd define um tema e o discute em um Podcast de praticamente uma hora de duração. Rola de tudo: Piadas, baboseiras, emails, mais baboseiras, risadas dos participantes, etc. Não confie na acuidade das informações, apenas divirta-se. Recomendo ouvir os de RPG. Lembra muito um certo grupo de RPG por aí…

Dudecast: O Dudecast é um exemplo de Podcast menos zoneado que o Nerdcast, mas ainda assim peca em pontos como falta de pauta e improviso. Ainda assim, sustenta muito bem o programa e os caras manjam muito do assunto. Se vc gosta de Lost, é o podcast para você.Dude! We Are Lost!

Games PodBrasil: Dois caras falando sobre games, as novidades, os clássicos, etc. Programa legal, bem feito e organizado.

O site da Info traz diversos podcasts sobre TI, alguns curtos, como o Minuto Tech e outros mais Longos, como o Voz sobre IT. Qualidade de informações, e organização são o forte aqui. Mas nada de palhaçadas 😛

O site PodBrasil indexa vários Podcasts Nacionais. Vale a visita.

Howto
E por último: Como fazer um Podcast?

Normalmente quando é feito por várias pessoas, o Podcast é gravado a partir de uma conferência no Skype, com todos os membros. Mas, podcasts podem ser gravados de qualquer forma, até mesmo com aqueles Mp3players que gravam voz.

Apenas reúna um assunto, um grupo de amigos, um site para disponibilizar e divirta-se 🙂

E o blog da Máfia? É chegada a hora de ter um Podcast? Respondam nos Comentários…

Fontes:
[1]Wikipedia

RSS – Semana Web 2.0

Não tem como começar a falar de Web 2.0, sem falar nos 5 pilares principais, que a tornam tão diferente da Web antiga. São eles:

1 – Feeds
2 – Podcasts
3 – AJAX
4 – Videos
5 – Social Bookmarks

Essa semana eu estarei montando 5 posts comentando sobre cada uma destas tecnologias.

Começaremos com a mais antiga e razoavelmente conhecida: RSS

Imagine que você gosta de várias revistas e livros e geralmente para adquirir estas publicações, você precisa ir a várias bancas especializadas para poder adquirir o que você quer. Agora imagine o comodismo que seria, se todas essas bancas tivessem um serviço de avisar quando cada revista que te interessa chega e ainda, levá-las até a sua casa sem você ter que ligar pedindo? Essa é grande a vantagem na utilização dos feeds.

A tecnologia do RSS permite aos usuários da internet se inscrever em sites que fornecem “feeds” (fontes) RSS. Estes são tipicamente sites que mudam ou atualizam o seu conteúdo regularmente. Para isso, são utilizados Feeds RSS que recebem estas atualizações, desta maneira o usuário pode permanecer informado de diversas atualizações em diversos sites sem precisar visitá-los um a um.

Feed em inglês (no sentido que nos interessa) significa “alimentador”. Os sites que disponibilizam algum tipo de Feed, comumente chamado pelo nome do formato ou por um apelido de XML, RSS, Syndication, Feeds ou Atom, permite você adicionar (alimentar) o link de um ou mais feeds de um ou vários sites em um mesmo “agregador de feeds”, que é um programa que administra todos os sites agregados.

Os feeds RSS oferecem conteúdo Web ou resumos de conteúdo juntamente com os links para as versões completas deste conteúdo e outros metadados. De uma maneira geral, permite o recebimento rápido de notícias ou informações, sincronizadas com os respectivos fornecedores de conteúdo, de maneira rápida, uma vez que o formato dos dados se restringe a texto simples.

O agregador de feeds
Exitem basicamente dois tipos de programa, aqueles que você instala no seu computador (o que eu não recomendo) e aqueles que rodam e funcionam exclusivamente na internet. Eles funcionam mais ou menos como um leitor de e-mail, como o Yahoo ou Gmail, você cria sua conta gratuitamente no Bloglines por exemplo, acessa a página deles, entra com seu login e senha e começa a ler e administrar seus feeds assim como você faz com seus e-mail. Bem simples.

Minha recomendação, é que você utilize um agregador de feeds online, como o Bloglines, e não aqueles que você instala na sua máquina. Com o Bloglines você pode acessar seus feeds de qualquer computador que tenha uma conexão com internet, mas se instalar um destes leitores na sua máquina, você só tera acesso a eles no seu computador.

Para quem usa o Firefox ou tem uma conta no Gmail também é muito simples adicionar um feed.

Quando você adiciona um link de feed no seu agregador, toda vez que houver algum tipo de atualização no site, você será informado pelo mesmo. Essa notificação de atualização pode ser de uma notícia de um site de jornalismo, de um post dos seus blogs preferidos, artigos, galerias etc, enfim, de qualquer site que possuiu um feed e que você tenha assinado. Feed é o nome do “processo” de agregar ou alimentar um programa leitor de feeds. Outro nome para este processo de distribuição de feeds muito utilizado é syndication. Syndicate em inglês é o nome que se dá a uma agência que distribui material para publicação em várias revistas e jornais. Por isso, se você ver em algum site um botão escrito “syndication”, é o mesmo serviço que RSS, XML, Atom e Feed. Na verdade RSS e ATOM são nomes de formatos de feeds, onde ambos são baseados em XML, que é a linguagem utilizada na criação de qualquer outro formato de feeds.

Feeds versus Newsletters
Os feeds aos poucos tem substituindo a função que as Newsletters tinham ao ter que informar por e-mail quais eram as últimas novidades de um site. O problema das newslleters era que se o administrador de um site não montar manualmente uma a cada nova novidade em um site, os leitores nunca seriam avisados dessas novidades. Com os leitores de feeds não, nem o administrador do site e nem o leitor precisa se preocupar, sempre que o site for atualizado, automaticamente o feed também será.

Há vários formatos de feeds diferentes hoje e os mais comuns são o RSS 1.0, RSS 2.0 e ATOM. RSS é o acrônimo de Really Simple Syndication (Publicação – ou entrega – Realmente Simples). O formato Atom está caminhando para se tornar o padrão da internet. Mesmo com um nome diferente, tem as mesmas funções do RSS.

Ícones
A principio e até hoje em alguns sites o ícone adotado para o formato RSS é juntamente do indicativo de XML . Mas o ícone mais famoso que representa o RSS foi adotado numa parceria entre a Mozilla Foundation (criadora do Firefox, que já usava o ícone) com a Microsoft para a mais recente versão de seu navegador, o Internet Explorer 7. Posteriormente o Flock, navegador baseado no Firefox ainda em desenvolvimento, também adotou o ícone. Ajudando a promover o RSS para os usuários o site Feed Icons distribui gratuitamente o ícone em diversos formatos pra inserção de websites.

Exemplos Práticos
Agora que já conhecemos a versatilidade dos RSS, vamos mostrar na prática.

Exemplo 1SAGE (leitor RSS para o Firefox)

Exemplo 2
iGoogle

Exemplo 3
– Barra dos Favoritos do Firefox

Exemplo 4 – Feeds no Mozilla Thunderbird (leitor email)

Todos fazem a mesma coisa. Vai do gosto do Freguês. O que eu mais uso é o iGoogle para Sites em Geral e a Barra do Fox para os Principais.

Fontes:
[1]Doces Deletérios
[2]Wikipedia

Yanni – Live at the Acropolis

(Trasgo)

Yanni, é um tecladista e compositor grego. Seus pais eram artistas e fãs de música clássica. Filho de uma cantora e de um violonista, Yanni cresceu ouvindo Beethoven, Mozart, Chopin, Stravinsky e outros grandes nomes eruditos. Estas acabaram se tornando as maiores influências de sua carreira como tecladista e compositor new age.

Apesar de sempre ter sido um amante de música, Yanni passou a infância e adolescência dedicando-se à natação, e aos 14 anos já havia batido recordes na Grécia como nadador. Aos 18 anos, mudou-se para os Estados Unidos, onde cursou psicologia na Universidade de Minnesota por três anos e meio. No entanto, ao terminar a faculdade, decidiu abandonar a carreira de psicólogo antes mesmo de iniciá-la, resolvendo dedicar-se apenas à música. Aos 21 anos, Yanni aprendeu a tocar teclado sozinho e passou a fazer parte de uma banda de rock local intitulada Chameleon.

Alguns anos depois, decidiu mudar-se para Los Angeles com o baterista Charlie Adams, que conhecera na época do Chameleon, e começou a gravar suas próprias composições pelo selo Private Music. Em 1986 lançou seu primeiro álbum, Keys To Imagination. O álbum trouxe a Yanni um impressionante séquito de fãs.

A partir daí, não demorou muito para o tecladista estabelecer-se como um conceituado músico de estúdio, compositor de jingles e produtor. Pouco tempo depois, Yanni tornou-se um dos artistas mais vendidos do selo Private Music.

Por ser autodidata, Yanni não sabe ler ou escrever músicas do modo tradicional. Ao invés disso, inventou uma maneira própria de compor ainda na infância e continua criando suas músicas usando a mesma técnica até hoje, depois de quase vinte anos de carreira e mais de vinte e dois discos. Sua sonoridade é ao mesmo tempo acessível e elaborada, sempre unindo o pop e a música clássica. As composições de Yanni também ficaram famosas nos Estados Unidos após terem sido usadas em programas de televisão e na abertura dos Jogos Olímpicos.

Um dos pontos muito legais do Yanni é que ele recruta profissionais “rejeitados” pelas orquestras ou bandas. A equipe que o acompanha é praticamente apenas formada por “ronins”.

Outra peculiaridade interessante é a “mania” dele de fazer shows em lugares exóticos, como no Taj Mahal, na Cidade Proibida, em um Teatro Grego Clássico – Acrópolis – que é de onde vêm o album abaixo:

01 – Santorini
02 – Keys to Imagination
03 – Until the Last Moment
04 – The Rain Must Fall
05 – Acroyali – Standing in Motion (Medley)
06 – One Man’s Dream
07 – Within Attraction
08 – Nostalgia
09 – Swept Away
10 – Reflections of Passion
11 – Aria

Yanni – Live at the Acropolis

Speed Paint + Animation “This is Sparta”

(Trasgo)

Speed Paint nada mais é do que um video acelerado de uma pintura do começo ao fim. Usualmente eles são feitos no Paint ou no Photoshop. Speed Painting tem aos montes. No youtube você encontra um monte deles.

Já este Speed Paint é diferente. Além de ser do Leônidas, ele possui animação! Só vendo para crer.

[youtube cXHZxWSsvCQ]

Final Fantasy VII Advent Children HD

Pegue o que já era perfeito e converta em Altíssima Definição (HD 1280*720).

Mais fotos aqui.

Supaida-Man 3

(Trasgo)

Spoiler…

Google Brasil

(Trasgo)

[youtube 0YRprjIEpsU]

Um ainda vou trabalhar com eles 🙂

Habemus Button

Thnkx to Pretinho 😛

(sim, coloquei ele para trabalhar… chega desse papo de só passar missão xD)

Opinem, por favor. Se tiver algo a melhorar falem, eu não sou pro nessa área.

Melhores temas musicais de jogos 16 bits

(Trasgo)

Post Copiado, Colado e Totalmente assinado em baixo do AldemirSilva Weblog.

Como todo bom nerd eu também sou um grande saudosista. Já fiz algumas referências aqui sobre minha infância de pequeno nerd e não podia ser diferente com a minha pré-adolescência.

Durante essa fase eu era fanático por games. Lembro que não tinha condições de comprar um console, fosse ele um SNES ou Mega Drive, era a então famigerada geração 16 bits. A essa altura ainda tinha guardado meu Dynavision 3 (compatível com o Nintendo 8 bits), mas ao sair da escola ia quase diariamente pra locadora de games e torrava o dinheiro do lanche jogando horas os melhores jogos desses consoles. Depois de algum tempo eu acabei ganhado de presente um SNES, mas nunca tive um Mega Drive.

Já não tenho mais meu console, mas mantenho minha nostalgia com uma coleção de mais de 200 roms para ser jogados nos emuladores de Super Nintendo e Mega Drive. Uma coisa que eu adorava fazer era ouvir as músicas dos jogos (Tá certo! Eu ainda gosto de ouvir). Alguns jogos têm músicas inesquecíveis. Não vou fazer um “top list” talvez fosse até injusto, mas elegi as que mais marcaram essa fase. Tenho certeza que vocês vão se lembrar também. Para ouvir é só apertar play.

Top Gear (SNES)

Top Gear foi o jogo de corrida que mais vendeu na história dos games. É impressionante como esse jogo tem uma enorme qualidade nas músicas, talvez Mad Racer seja a mais conhecida por ser a primeira pista e a que todo mundo jogou pelo menos uma vez, mas todas as músicas são ótimas e inesquecíveis. Inclusive ela é o toque oficial do meu celular (coisa de nerd). A música dos menus também é ótima. Recomendo que joguem pra lembrar de quanto eram boas mesmo. Em minha opinião as músicas de Top Gear são bem melhores que as de muitos games atuais e eram muito a frente do seu tempo.

Top Gear é o pai dos games de corrida que existem hoje. Marcou a geração dos gamers dos anos 90. As músicas desse game é show, talvez as melhores de todos os jogos do tipo.

Ouça Mad Racer, a música da corrida de Las Vegas. Esse é CLÁSSICO!
http://www.goear.com/listen.php?v=2fd5328

Super Mario World (SNES)


Este foi o game que popularizou o SNES pelo mundo. Os irmãos Mario são os personagens que ano após ano estão sempre entre os lançamentos da Nintendo e após o sucesso de Super Mario World (o game que vinha com o SNES) ele se tornou o personagem símbolo da Nintendo (veja aqui a retrospectiva histórica de Super Mario). As músicas de Super Mario World são terrivelmente grudentas. Às vezes tinha vontade de abaixar o volume no mínimo só pra não ouvir as músicas e poder continuar a jogar. Devo confessar que apesar de adorar Mario as músicas são um pé no saco, mas mesmo assim as tenho como toque de celular!

Super Mario World introduziu muitos conceitos novos que se tornariam tipicos de vários games posteriores, como por exemplo poder retornar os estágios anteriores em busca de segredos escondidos. O jogo compensava o jogador que conseguisse terminar o jogo com 100% de pontuação. Um conceito que se tornaria muito popular. O jogo realmente marcou uma geração de gamers e atendendo a pedidos vou disponibilizar a música da famosa primeira fase do jogo, Yoshi’s Island. Quem não lembra do dinossaurozinho que o Mario montava?

http://www.goear.com/listen.php?v=1f7d290
http://www.goear.com/listen.php?v=9801797

Street Fighter II (SNES)


Esse game foi um divisor de águas nos jogos de luta e certamente é o jogo do estilo mais conhecido do mundo. Para cada estágio de um lutador havia uma música diferente e marcante que deixava cada lutador caracterizado. O repertório é fantástico e os cenários são bem convincentes com cada país em que era ambientado as lutas. Além do estágio do Ken, outra música bem marcante é a do Coronel Guile (eu fiquei na dúvida sobre qual postar), mas pra escutar o tema do Guile é só clicar aqui.

Ouça o tema do Ken em Street Fighter II. Durante a música é impossível não lembrar dos Shoukens e Hadoukens. Ah! E só pra lembrar, eu era apaixonado pela Chun Li.

http://www.goear.com/listen.php?v=ea8bb2b

Sonic the Hedgehog (Mega Drive)


Esse foi um dos jogos mais bem sucedidos da Sega. Sonic tornou-se então o símbolo da marca, o personagem este ano está completando 15 anos de existência. Mesmo tendo jogado pouco este jogo dava pra perceber que suas músicas também eram bem marcantes e pra mim é um dos clássicos dos games. Green Hill Zone é o nome do primeiro estágio do jogo que deu início a série (esse também é um dos meus toques de celular!).

Ouça o tema de Green Hill Zone do Sonic. E sinta a nostalgia.

http://www.goear.com/listen.php?v=b50c77e

Golden Axe (Mega Drive)


É um game que herdou o estilo pancadaria de Double Dragon. Eu gostava muito porque trazia todo aquele ambiente mitológico bem no estilo Conan (que eu acho um clássico do cinema). Também foi lançado para o Master System mas era quase uma cópia de Legend of Zelda da Nintendo. As músicas davam o clima de cada fase e isso era bem animador para continuar jogando. Ainda continuei fã das seqüências Golden Axe II e III.

Ouça um dos temas de Golden Axe.
http://www.goear.com/listen.php?v=c6e65e1

Califórnia Ga
mes (Mega Drive)


Esse foi um dos games mais vendidos no Brasil. É um dos mais divertidos trazendo uma série de jogos de verão, entre eles surf, skate, bmx, patins e outros. Cada esporte marcado por uma música bem característica, isso claro, além da inesquecível música de abertura. Quem jogou bmx sabe o quanto é emocionante chegar ao final. Era um dos melhores, manobras incríveis e mortes também incríveis. A música do surf também é uma das melhores.

Ouça a música de abertura de Califórnia Games. É impossível não recordar.
http://www.goear.com/listen.php?v=11d8fd2

Bom… Se você chegou até aqui então você é tão nerd quanto eu.

Assino em baixo. Quase Totalmente. Só trocaria o Topgear 1, pelo Top Gear 2. Ah, e eu gosto das músicas do Mario, mas realmente tem algumas porre demais (como as musicas da fase aquática).

De resto, eu tenho as mesma opiniões e fazia as mesmas coisas 😀